A hora da Inteligência Verde

Por Silvana Scórsin

Há quem sempre veja o lado positivo nas tragédias, nos maus momentos, e neste, não poderemos deixar de contabilizar muitas prováveis somas positivas para a responsabilidade sócio ambiental das empresas no pós-pandemia que estão surgindo já nesta fase de flexibilizações de restrições sociais.

Na corrida pelas inovações e transformações tecnológicas que viabilizem novas formas de conquistar um público, este agora, demandado pela nova onda do “novo normal”, ou pelos novos hábitos que passam a adquirir involuntariamente, as empresas já colocaram as apostas em alta. 

Largam na frente, as empresas que investirem pesado na mais alta tecnologia, ou na inteligência artificial que vem mostrando resultados mais do que esperados para solucionar questões práticas do novo dia a dia, como: Tapetes sensíveis a temperaturas, ambientes sensíveis a temperaturas corporais, leitores óticos para substituir toque, aplicativos inteligentes de restaurantes (que substituem o cardápio de  papel e o rolinho do pedido e pode inclusive fechar sua conta sem  precisar ir ao caixa, com o pagamento direto no cartão de crédito), aulas e cursos online, reuniões com a mais alta performance em recursos audiovisuais de que já temos conhecimento, e inúmeras outras invenções e inovações que estão surgindo  devido a propagação do vírus COViD-19 no planeta. 

Mais impressionante, porém, tem sido ler e ouvir a respeito, e até já ter utilizado alguma dessas tecnologias. Há uma sensação benéfica para o meio ambiente em pouco tempo. Tem-se a impressão que podemos racionalizar ainda mais muitas ações que incluem papeis, processos longos, e materiais diversos na otimização tempo, espaço e segurança. Mas, as empresas precisam praticar a tecnologia verde, ou seja, a tecnologia que visa minimizar maioria dos efeitos negativos da indústria de equipamentos, como: hardwares, softwares e eletrônicos, os quais para serem produzidos e utilizados, gastam muita energia, e sendo assim, precisam de soluções e implantações inteligentes por meio de virtualizações e outras gestões de processos.

O meio ambiente agradece sim, qualquer que seja a intenção, e que essas invenções, tenham como premissa a sustentabilidade como fim e guia de nossa evolução. Precisamos conscientizar que além de um ambiente seguro e limpo para o ser humano viver a partir daqui, temos a responsabilidade de deixá-lo tão limpo, tanto quanto para outras tantas espécies.  

Antes de buscar a inovação, a tecnologia, a inteligência artificial, conscientize-se de estar contribuindo para todo o meio ambiente. A partir daqui, estamos muito mais perto de uma limpeza global de que nunca estivemos antes. São os “bons novos hábitos” que podem nos fazer mudar a realidade do planeta hoje. 

Publicado em Política | Deixar um comentário

O Custo da Pandemia

Foto: CloudCoachig.

Por Silvana Scórsin

Já se foram 60, 70 ou até mais dias. Contam que antecede o ano de 2020 o aparecimento do vírus COVID -19 no planeta, e talvez até no Brasil. O assunto não mudou desde então. Infectados, vítimas fatais, curados, letalidade, curva de desenvolvimento da epidemia, isolamento social, distanciamento social, higiene, máscaras, remédios, “fakesnews”, “negacionismo”, imprensa, política, países, governos, respiradores, vulneráveis, desigualdade social, linha de frente, grupo de risco, vacinas, e a dicotomia: vidas versus economia.

 Tem mais palavras no glossário acima para compor o gigantesco quadro econômico nesta curta e penosa experiência mundial.

Comecemos pela China, país onde o vírus surgiu e onde as primeiras cidades tiveram que decretar isolamento social para conter a propagação. A China, é a segunda maior economia global e exportadora de vários insumos para indústrias do mundo todo, inclusive o Brasil. Prova maior, muitos países ficaram reféns de produtos hospitalares básicos, e houve uma corrida mundial de compra com os chineses de vários equipamentos e insumos para fabricação destes produtos, como remédios e aparelhos. O Brasil enviou aviões da Força Aérea para buscar suprimentos (máscaras e respiradores) em caráter emergencial. A China amarga a histórica marca de queda no PIB de 6,8% no primeiro trimestre do ano, desde 1992. A China parou no início de 2020. Incertezas ainda cercam a economia chinesa que afetam a economia Global.

Alguns países da Europa iniciam esta semana, o relaxamento das medidas de isolamento social em clima de incertezas com fortes pressões da Comissão Europeia de alguns países do bloco que pedem fechamento de/das fronteiras.  Muitos líderes já avaliam o custo colossal ao estilo de vida, mas temem uma nova onda da epidemia, e os efeitos negativos disso tudo, vão parar na bolsa de valores.

Já os Estados Unidos, lançou US$ 3 trilhões para combate a Pandemia. O aporte visa mitigar o impacto na taxa de desemprego de 14,7% em abril, e cotas emergenciais à indivíduos, empresários e empresas.  Reforça-se que a taxa de desemprego de 14,7%, não era registrada desde os anos de 1930 nos EUA, ano da Grande Depressão.

No Brasil, a economia já vinha em uma lenta e penosa tentativa de recuperação com uma previsão de crescimento tímido do PIB para este ano de 2020. Com a Pandemia, na mesma linha de outros países, foi necessário alocar verbas extras para contas emergenciais aos vulneráveis, e medidas de benefícios fiscais para ajudar empresas e outros setores da economia. Considerado um exemplo para o mundo, o Sistema de Saúde no Brasil, o SUS, que atende 75% da população, estava vindo de um processo de deterioração de anos, com baixos investimentos, ineficiência administrativas e muitos desvios em corrupção. Com a Pandemia, Estados, Municípios e Governo Federal necessitaram aportar do dia para noite, verbas, pessoal, equipamentos e espaços, além de condições e pesquisas para atender a demanda em crescimento de infectados, e o que já era frágil, e deficiente, tornou-se ainda mais desastroso. 

As medidas adotas pelo Governo até o momento ainda não tem sido eficaz, e vários gargalos tem sido expostos a céu aberto causando crises políticas acirradas entre os entes federados, e também entre os poderes da República. Essa má condução política, e falta de coordenação e emprenho de muitas autoridades em focar na união, trará como consequência, mais danos econômicos e sociais que antes previstos no início da propagação do vírus no país.

O risco Brasil, nota classificação, dada por várias agências Internacionais de investimentos, já anunciaram que os ruídos da crise política podem afetar a capacidade do Governo em ajustar as contas públicas, e implementar uma agenda de reformas pós pandemia, no que diz respeito a retomada de reformas fiscais, tributárias e políticas, visando o crescimento das exportações com a produção interna para a geração de empregos.

Enfim, em vários países da América Latina e no resto do mundo, a economia está passando por processos de recessão resinificando a dependência global do mercado. Infere-se a importância de que o custo da pandemia poderá vir a ter reflexo das incertezas quanto a duração do processo, e do comportamento dos investidores que tem apresentado perfil conservador a moderado nas bolsas neste momento. O Departamento das Nações Unidas para Assuntos Econômicos e Sociais (DESA, sigla em inglês) divulgou um novo relatório em que constata que a economia global irá encolher 0,9% este ano, devido impacto do COVID-19.

Leia também em @capitalemfoco.

Publicado em Política | Deixar um comentário

Teoria do Caos!

­


Só com o desespero de uma amiga, hoje, 16 de março de 2020, em rede social, a respeito de seu retorno aos EUA, onde reside atualmente, e que veio ao Brasil sem preocupação há alguns dias, e após uma sensação  “ déjà vu” do filme A Lenda, nas avenidas de Brasília, meio que na pele de Will Smith, pude me lembrar da Teoria do Caos! Sim, aquela em que Edward Lorenz, por volta de 1960, meteorologista, por meio de experimentos, descobriu que fenômenos aparentemente simples têm um comportamento tão caótico quanto a vida. Cientistas de todo o mundo se interessaram pelo assunto e chegaram a classificar o Caos em quadros de previsíveis a imprevisíveis. Das asas da borboleta que batem no Brasil  e podem causar um tornado no Texas, hoje estamos presenciando um vírus invisível aos olhos nus sair de um Continente, um País , uma cidade, uma pessoa, um animal, e tomar conta de toda a população mundial, e em poucos dias mudar um planeta, do mercado global econômico a  todos os setores da indústria, comércio, turismo, saúde, educação e lazer , enfim de todos os seres humanos! O Dia em que a terra parou! Postes com a música de Raul Seixas rola pelas redes socias brasileiras.
E a Teoria do Caos nunca será tão testada como neste momento da história!

Cientistas traduzem o movimento de um objeto ou de um sistema dinâmico como a atmosfera em gráficos abstratos, chamados de atratores. Dependendo do desenho que surge, dá para saber se um determinado acontecimento é previsível ou não

  • Ponto imóvel
    O gráfico abstrato de algo estático, como uma bolinha de gude parada, é um simples ponto. Basta pensar um pouco: se não houver uma força externa, como alguém que resolva empurrá-la, a bolinha sempre vai estar ali e o ponto isolado indica essa ausência de movimento
  • Movimento previsível
    No caso de um pêndulo, que se move harmonicamente, o gráfico do movimento tem formato espiral. Isso indica que ele se movimentará por um certo tempo até parar. Dependendo da força inicial, dá para saber exatamente quando e onde isso vai acontecer
  • Caos total
    As equações que explicam o comportamento de eventos imprevisíveis dão origem a gráficos conhecidos como fractais, figuras de geometria maluca e detalhes infinitos.

Que o vírus perderá sua força e será mais uma gripe regular no calendário de vacinas, não tenho muita  duvida, mas os impactos sociais e econômicos e culturais na humanidade, hoje, vejo o caos total!
De fundamental nisso tudo é o comportamento humano! As ações conjuntas, unidas e humanizadas fazem do momento “apocalíptico” um momento reboot para todos! A responsabilidade social a toda prova! A resiliência humana em posição de luta diária! As empresas de comunicação do mundo em obrigação na lealdade e confiabilidade da informação e da capacitação de toda uma população e distribuição democrática da notícia por todos os meios digitais e impressos! Enfim, unir sem dar as mãos sempre foi um ato simbólico para a população mundial em tragédias e causas humanitárias, agora é mais que simbólico! É literal, é preciso!

Publicado em Política | Com a tag | 1 comentário

Imagens impressionantes do Fotógrafo Ambiental do Ano de 2019 reveladas

Energia e Mudanças Climáticas, Gerenciamento e Regulação, Ambiente Natural
Fotografias ambientais vencedoras reveladas mostrando os impactos das mudanças climáticas de todo o mundo
O Fotógrafo Ambiental do Ano do CIWEM expõe os terríveis impactos que o homem produz em nosso planeta, mas também celebra a capacidade inata da humanidade de sobreviver e inovar, dando esperança para todos nós que podemos superar desafios para viver de maneira sustentável.

A competição apóia as chamadas urgentes à ação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas e reconhece a natureza complexa e interconectada do desenvolvimento, a redução da pobreza, a ação climática e o esforço sem precedentes de todos os setores da sociedade necessários para enfrentar as questões definidoras de nosso tempo.

Esta competição é dirigida pelo CIWEM , uma ONG Britâna, é orgulhosamente apoiada pelo Meio Ambiente da ONU, Arup e Olympus UK.

Terry Fuller, diretor executivo da CIWEM, disse:

“A mudança climática é a questão definidora do nosso tempo e agora é a hora de agir. Precisamos ver ações de todos os setores da sociedade. Esta competição mostra a realidade de como as pessoas estão sendo impactadas pelo clima em todo o mundo e tem como objetivo espalhar uma mensagem importante em todo o mundo para inspirar grandes mudanças. ”

Os vencedores foram anunciados ao lado da Cúpula de Ação Climática da ONU, que aconteceu em em Nova York. A cúpula visa mostrar um salto na ambição política nacional coletiva e demonstrar grandes movimentos na economia real.

Essas fotografias vencedoras revelam a realidade crua de como as pessoas e a vida selvagem estão lutando com os impactos das mudanças climáticas em todo o mundo. Este prêmio existe para inspirar mudanças de líderes políticos, tomadores de decisão e público em geral.

Onda

O fotógrafo ambiental do ano, High Tide, entra em casa por SL Shanth Kumar.

Vítima das mudanças climáticas: uma enorme onda atingiu uma favela em Bandra, Mumbai, expulsando um pescador de 40 anos de sua casa. Ele foi puxado pelas fortes correntes e foi resgatado por outros pescadores. A cidade recuperada de Mumbai está enfrentando um risco aumentado de inundações costeiras como resultado das mudanças climáticas. As temperaturas da terra e do mar da cidade aumentaram, causando um impacto correspondente no nível do mar.

SL Shanth Kumar disse: “Eu acredito que a mudança é um fenômeno constante. Hoje, essa mudança está se manifestando na forma de mudança climática. Como fotojornalista, estou vendo tudo se desenrolar diante dos meus olhos. Vi secas, chuvas excessivas, verões ficando mais quentes e invernos mais frios. Acredito que essa mudança não é boa e precisamos agir agora, caso contrário, afetará as gerações vindouras “

coqueiros

Prêmio Ambientes em Mudança, Tuvalu sob a maré alta de Sean Gallagher.

Árvores caídas ficam na praia, enquanto as ondas da lagoa Funafuti, em Tuvalu, circulam ao redor delas. A erosão da terra sempre foi um problema para o país, mas os problemas estão se intensificando à medida que o nível do mar aumenta. O aumento do mar está prestes a submergir as pequenas ilhas do arquipélago completamente debaixo d’água.

deserto

Prêmio Cidades Sustentáveis, Ano Novo Poluído por Eliud Gil Samaniego.

Em 1 de janeiro de 2018, Mexicali foi uma das cidades mais contaminadas do mundo por causa da pirotecnia, mudança climática, localização geográfica, indústria e carros.

bebendo agua

Prêmio Água, Igualdade e Sustentabilidade, Escassez de Água por Frederick Dharshie Wissah.

Um garoto está bebendo água suja devido à falta de pontos de água na área, o que ocorreu devido ao desmatamento. A falta de água limpa aumenta muito o risco de doenças diarréicas, como cólera, febre tifóide e disenteria e outras doenças tropicais transmitidas pela água.

madeira

Prêmio Ação Climática e Energia, Restos da Floresta por J Henry Fair.

A Floresta de Hambach tinha quase 12.000 anos quando foi comprada por uma empresa de energia para cavar o carvão marrom enterrado por baixo. A floresta antiga já foi do tamanho de Manhattan. Agora, apenas 10% dela permanece.

animal

Jovem fotógrafo ambiental do ano, medidas desesperadas de Neville Ngomane

Este rinoceronte está sendo retirado de chifres na tentativa de protegê-lo de ser furtado. Com o atual nível severo de caça furtiva, os especialistas recomendam que os rinocerontes sejam descornados a cada 12 a 24 meses para deter efetivamente os caçadores. O fotógrafo deixou o comentário “Este não foi um relógio fácil”.

Notas aos Editores

O CIWEM, a Chartered Institution of Water and Environmental Management, é o principal organismo profissional independente de Chartered para profissionais da água e do meio ambiente, promovendo a excelência no setor. www.ciwem.org

O Fotógrafo Ambiental do Ano é um prêmio concedido anualmente pelo CIWEM. Ele celebra o melhor em fotografia ambiental de todo o mundo www.ciwem.org/awards/environmental-photographer-of-the-year.
A Arup é uma empresa independente de designers, engenheiros, arquitetos, planejadores, consultores e especialistas técnicos que trabalham em todos os aspectos do ambiente construído de hoje. https://www.arup.com/
O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (ONU Meio Ambiente) é a principal autoridade ambiental global que define a agenda ambiental global, promove a implementação coerente da dimensão ambiental do desenvolvimento sustentável dentro do sistema das Nações Unidas e serve como um defensor autorizado do meio ambiente global. https://www.unenvironment.org/
Como fabricante líder de tecnologia de precisão óptica e digital, a Olympus fornece sistemas médicos inovadores, câmeras digitais e soluções científicas. https://www.olympus.co.uk/

Fonte: Reprodução com alteralções  autorizada https://www.ciwem.org/news/2019-environmental-photographer-of-the-year-revealed.

Publicado em Política | Deixar um comentário

Audiência Pública!

BAE18BEB-5F21-4F27-AB20-9788121123AF

Por Silvana Scórsin

As audiências públicas são abertas para qualquer pessoa que tiver interesse. É fundamental que o órgão que a convoca priorize a presença das pessoas diretamente afetadas pela política pública ou projeto de lei a ser discutido. A participação não deve ser restrita a grupos determinados, mas aberta a todos e respeitando as diferenças e necessidades de cada grupo. É assim que exercemos nossa cidadania!

Então, olha essa oportunidade importante para participar!

A deputada Júlia Lucy, presidente da Frente Parlamentar da Primeira Infância, convida para Audiência Pública sobre Mais Vagas em Creches que será realizada nesta sexts-feira (27), às 19 horas, no Pátio da Escola Classe 01 do Itapoã.

Será um momento de debate e discussão sobre um problema que afeta pelo menos 19 mil crianças do Distrito Federal e suas mães- mulheres brasilienses que acabam obrigadas a abandonar suas carreiras ou a deixar seus bebês com vizinhas, mães crecheiras ou aguardar em filhas por uma vaga.

A deputada lembra que, atualmente, apenas 22 % das crianças de zero a seis anos do DF estão matriculadas em creches. Ela defende que os investimentos nos primeiros anos das crianças são essenciais para que todos tenham as mesmas oportunidades.

*Audiência Pública sobre Mais Vagas em Creches*

*Quando:* Dia 27 de setembro, sexta-feira, às 19 horas.

Onde: Pátio da Escola Classe 01 do Itapoã – Quadra 61 – Conjunto E, AE – Del Lago – Itapoã.

Publicado em Política | Com a tag | Deixar um comentário

Projeto Velas para todos!

Silvana Scórsin

B5A092DC-4B13-4814-8818-E5A5B038DFFB

As aulas acontecem todos os sábados, de 8h às 13h, no Clube NIPO, localizado no Setor de Clubes Esportivos Sul Trecho 1 Lote 1, Asa Sul, Brasília-DF. Os interessados podem se inscrever no site: http://bit.ly/2l9mrHJ .

A prática de atividades esportivas contribui para a manutenção da saúde e do bem-estar, mas para as pessoas com deficiência os benefícios são ainda maiores. Para eles é a oportunidade de recomeçar, aumentar autoestima e ter melhor qualidade de vida.

Em Brasília, há 9 anos a Federação Brasileira de Vela Adaptada promove atividades esportivas voltadas para pessoas com alguma deficiência (física, intelectual, auditiva e visual), e com o propósito de ampliar os alunos, formando novos velejadores para passeios no Lago Paranoá e futuros atletas, a entidade está com as inscrições abertas para o Projeto Vela Para Todos, que tem como objetivo dar aulas de vela para pessoas com deficiência de forma gratuita. Para este ano estão abertas mais 34 vagas.

Publicado em Política | Deixar um comentário

A HUMANIDADE ESTÁ FRIA!

 

o-aquecimento-global-afecta-todo-o-planeta_243413

Por Silvana Scórsin

Diante da TV assistindo resgates impressionantes de uma das maiores enchentes do Rio de Janeiro, neste início de ano, com tempestades enfurecidas colocando abaixo casas, prédios, ruas,  causando mortes e desabrigando centenas de famílias, me chamou a atenção um especialista em clima responder ao repórter que aquilo não se tratava de um episódio anormal da natureza e sim que, daqui para frente deveríamos considerar normais e cada vez mais constantes e mais violentas aquelas tempestades.
Anormal é não aceitar que o clima no planeta alterou, e alterou por vários motivos. Os estudos apontam diversas sinalizações, e entre elas, a de que a terra ainda esta saindo de um ciclo natural de 20 mil anos da era glacial, porém aceleradamente sendo aquecida pelas ações humanas pós- industrialização. Não necessariamente precisamos ser cientistas para chegar a conclusões sobre essas ações, visto que o desenvolvimento da indústria, a evolução e o desenvolvimento tecnológico tem sido verdadeiros agentes de nossas vidas diariamente, não muitas vezes, nos cabendo conhecer a parte de onde se inicia e termina esse ciclo produtivo de extração, manufaturas, industrialização, transporte e grande comércio mundial de interesses em transações de capital de cifras quase imensuráveis.
Esses interesses não resfriam o planeta, mas esfriam a humanidade. É preciso informar ao maior número de pessoas que os alertas sobre o que vem pela frente, caso os países não cumpram com o que se responsabilizaram na ultima Conferencia do Clima em Paris, ou seja, a diminuição das emissões de carbono na atmosfera, e particularmente no caso do Brasil, de 37% até 2025 e uma possível meta de 43% para 2030, resultem em aumento na temperatura além do previsto e, como conseqüência, as fúrias nada naturais tornarem-se mais freqüentes e desastrosas.
As mudanças climáticas são inevitáveis¿ Ainda com todo o cenário sócio Político atual, as decisões que emperram nas fronteiras ideológicas, culturais e principalmente de cunho desenvolvimentista, geram impactos e lapsos temporais importantes para que se tomem as devidas providencias nas melhores opções de reverter o mais rápido possível a situação.
Não é nada fácil, porém também requer que atuemos com gerência pro ativa e participativa na busca para que os líderes entendam a urgência, mirando nas conseqüências diárias em torno do planeta.
Temperaturas recordes de calor e frio causando mortes, o aumento da temperatura dos oceanos causando tornados e furacões de grande escala, incêndios de proporções alarmantes em vários pontos do planeta, humanos, fauna e flora sendo vítimas desses desastres, entre tantos outros problemas que o Meio Ambiente vem sofrendo em nome do desenvolvimento e do consumismo desenfreado. À favor, uma tímida, mas importante, “consciência mundial” sobre sustentabilidade, um consumidor se tornando cada vez mais “verde”; e também a alta tecnologia como ferramenta de grandes profissionais se especializando cada vez mais em pesquisas, investigações e contando com as mais potentes máquinas de aferição que visam encontrar saídas e respostas para evitar o avanço do pior dos cenários.
Estes profissionais: cientistas, engenheiros – florestais, ambientais, ambientalistas, meteorologista, biotécnicos ecologistas, geólogos, oceanógrafos, biólogos, engenheiros agrícolas, engenheiros de energia, zootecnista , veterinários, entre outros, possuem grande futuro em seus setores, caso venham a se especializar, a se dedicar aos estudos de desafios que aportam a todo o momento, um mercado que buscará um profissional multi-focado, bem preparado e proativo.

desastres-naturales-tipos
Porém, contra, temos os grandes grupos de indústrias que fomentam o consumo, que criam produtos com validade pré-determinado, explorando os recursos finitos do planeta com a leniência das autoridades e as estas colocando seus interesses de capital e poder acima do futuro das gerações.

E39EF586-434A-4991-8126-FB8EB71B817C
Resta-nos caneta e papel, ou um teclado e meios que nos ajudem a divulgar e compartilhar nossos alertas e nossas preocupações com o futuro de nosso planeta. Seremos os profissionais tão importantes quanto, pois também teremos nas mãos a missão e as ferramentas e os meios para informar de forma clara, objetiva, imparcial e verdadeira, em um só objetivo: unir e tocar as trombetas que ajudem a evitar o pior à humanidade.

Publicado em Política | Com a tag | Deixar um comentário

Os animais tem consciência?

 


5E50D0F8-9AD8-43C0-A960-B68B19F55A40 6C0FE10D-3209-413A-8502-50F98796A626

Estudos, pesquisas e muita investigação fazem parte do cotidiano de quem busca o entendimento das reações comportamentais de outras espécies além dos seres humanos.Essa busca tem como objetivo provar o nível de consciência dos animais.
Muitos acreditam e já consideram fato a consciência dos animais e portanto, sabem que, qualquer forma de maus tratos ou abate para consumo alimentar dos seres humanos, trás dor, sofrimento, agonia a todos eles. A história de consumo dos animais é milenar, pois não tem como negar uma humanidade praticamente carnívora. Mas, a parte deste costume, existem as culturas ,  principalmente as religiosas , que com ou sem o consumo de carne pregam suas explicações de crenças para o abate ou para o jejum.

Jejum de carne de alguma espécie ou sacrifício de outras para obter êxitos de promessas e fé, sejam qual for, em algum momento houve manifestacao da preocupação com a dor do animal. Exemplo: o famoso cordeiro imolado!

Na própria espécie, é comum ver o ataque de um tigre diretamente na jugular da sua presa! E aí? São ou não são conscientes? Temos aprendido muito com pets. Com a disseminação das redes sociais, não é raro encontrar vídeos curiosíssimos de pets dando show de mega inteligência e consciência!
Bem, avaliando por esta perspectiva, esse assunto acima, esse mês no Brasil, torna-se mais polêmico e sensível! A Suprema Corte, decide unanimemente ,após um recurso do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul, que animais podem ser sacrificados em rituais religiosos.
Primeiro, sem muito esclarecimento, a decisão teve repercussão pejorativa e preconceituosa, ligando diretamente as religiões de matriz africana e viralizando a possibilidade de um entendimento errôneo de sacrilégios de magia negra e outras seitas não bem aceitas hoje pela sociedade.
Segundo, ativa-se a polêmica dos defensores incondicionais dos animais, e mistura-se a eles os amantes de pets que não dissociam quais animais poderão ser sacrificados. Para Susana Coelho, Diretora -Geral da Associação Protetora dos Animais do DF, PROANIMA, em entrevista ao programa “Carona da Alegria” na Radio Comuinidade DF 98.1, de produção da ASSOCIAÇÃO DOS ABULANTES DO DF AVATRANS e jornal CAPITAL EM FOCO, disse que superado totalmente a etapa de que os animais são sim, conscientes, a decisão do STF abre uma discussão, e  para não tolir o direito de nenhuma religião, mas cumprir um papel protetor e defendor da sociedade para com os animais, Susana acredita que evoluímos muito em todas as áreas de nossa humanidade, e assim também podem seguir as religiões, mudando suas oferendas em prol da consciência de nova perpecitiva de que eles sofrem. Além disso, tem crescido, em ritimo lento, mas com força, o movimento vegano. É uma tendência, o processo é gradual e precisa ter muito apelo pelo bem estar físico e do meio ambiente. É a evolução! Susana, aproveita e expõe a exportação de gado vivo! Mesmo não sendo doutor em sofrimento animal, a questão é de uma imperícia, de uma ganância fora de limites! São milhares de bois, confinados em navios, por 15 dias ou até mais.

Bem, o lado que estaremos deveria ser o da consciência ambiental, da evolução como espécie e como seres humanos mais dignos e inteligentes! Só acho!

Publicado em Política | Com a tag | Deixar um comentário

Lágrimas nas águas

el-agua-y-la-tierra

O dia da Água.

Deveríamos fazer uma parada mundial para contabilizar o que temos e o que estamos perdendo. Dois terços do nosso planeta é composto de água salgada, ou seja, 97,5%; a água doce (rios, lagos, geleiras e outros) correspondem a 2,5%, .

No Brasil, infelizmente 53 rios estão impróprios para uso . Pior do que isso, estão contaminados pelos desastres e as tragédias ocorridas com as barragens de Mariana e Brumadinho, elas alcançaram rios de grande importância no curso hidrográfico do país, como o Rio São Francisco. Outras tristezas acompanham o descaso com o maior dos patrimônios globais e uma das maiores riquezas de nosso Brasil –  os desmatamentos, as contaminações, as poluições, as perfurações ilegais, as destruição de nascentes e tantas outras ações humanas –  que, alguns sabem e outros não, são irreversíveis.
Lágrimas não serão suficientes para encher rios. Somos responsáveis por esse vital elemento que percorre um ciclo na natureza para dar equilíbrio ao mundo e aos seres vivos.
Portanto, há tempos estamos verificando a fúria da natureza respondendo as ações humanas com o desrespeito aos nossos oceanos, rios, lagos e geleiras, como também estamos alheios aos perigos de exposição de contaminação de águas com metais pesados, peixes morrendo, locais sem esgoto, enchentes e secas. Muitos podem comemorar, mas muitos, muitos mesmos, não te acesso a água potável, e isso é para ser desaguado em lágrimas por  nós. Consciência!

Publicado em Política | Com a tag | Deixar um comentário

HA ALGO PODRE NOS PALÁCIOS

corrupcao_0

Quem são eles? Os ocupantes das cadeiras e gabinetes que durante muito tempo nos convenceram que eram as pessoas ideais e as melhores as nos representar em nossas necessidades, vontades e justiça social Não fosse por um momento de tanta sujeira espalhada pelos ventos no país, qual pode levantar a mão dignamente e afirmar que se elegeu com caixa limpo? Nem provar consegue, estão agindo como excelências de uma hierarquia inversa. Excelência somos nós o povo, que vos pagam, e muito caro, que permite que tenham verbas assustadoras, vidas de reis, e povo a cada dia se conformando com as mínguas de saúde educação e segurança. Vem cá, temos mesmo que acordar todos os dias e engolir um excelência qualquer menosprezar um projeto que visa atender a maior das demandas da população nos últimos 15 anos? Temos que entender que priorizar um projeto que facilita sim a vida deles, que além de “excelências” são empresários e amigos de grandes empresários? Desculpe, ainda bem, que quem quer realmente curar o câncer podre deste país não entende de política, e espero que continue entendendo somente de justiça! A população: cuidem-se, leiam, olhem os projetos, ha algo de podre no reino dos Palácios.

Publicado em Política | Com a tag | Deixar um comentário