Lágrimas nas águas

el-agua-y-la-tierra

O dia da Água.

Deveríamos fazer uma parada mundial para contabilizar o que temos e o que estamos perdendo. Dois terços do nosso planeta é composto de água salgada, ou seja, 97,5%; a água doce (rios, lagos, geleiras e outros) correspondem a 2,5%, .

No Brasil, infelizmente 53 rios estão impróprios para uso . Pior do que isso, estão contaminados pelos desastres e as tragédias ocorridas com as barragens de Mariana e Brumadinho, elas alcançaram rios de grande importância no curso hidrográfico do país, como o Rio São Francisco. Outras tristezas acompanham o descaso com o maior dos patrimônios globais e uma das maiores riquezas de nosso Brasil –  os desmatamentos, as contaminações, as poluições, as perfurações ilegais, as destruição de nascentes e tantas outras ações humanas –  que, alguns sabem e outros não, são irreversíveis.
Lágrimas não serão suficientes para encher rios. Somos responsáveis por esse vital elemento que percorre um ciclo na natureza para dar equilíbrio ao mundo e aos seres vivos.
Portanto, há tempos estamos verificando a fúria da natureza respondendo as ações humanas com o desrespeito aos nossos oceanos, rios, lagos e geleiras, como também estamos alheios aos perigos de exposição de contaminação de águas com metais pesados, peixes morrendo, locais sem esgoto, enchentes e secas. Muitos podem comemorar, mas muitos, muitos mesmos, não te acesso a água potável, e isso é para ser desaguado em lágrimas por  nós. Consciência!

Sobre Silvana Scorsin

Silvana Scórsin nasceu em 13/07/68, em Ponta Grossa- Paraná. Veio para Brasília em 1984 com um sonho: tornar-se uma grande executiva. Entrou na faculdade de Turismo aos 20 anos em 1992, depois fez pós em Gestão de Controle Empresarial, retornou a Faculdade para forma-se em Administração e partiu para a Argentina atrás do tão sonhado Mestrado de Gestão de Avaliação de Impacto Ambiental. Atuou com Chefe do Serviço de Turismo Receptivo da Secretaria de Turismo do DF, Ministrou Disciplina Teoria Geral de Administração para a Universidade de Desenvolvimento do Centro Oeste – UNIDESC. Atualmente é escritora, autora do Livro "Meios Impressos versus Meios Eletrônicos, um enfoque sobre os impactos ambientais neste setor" palestrante e jornalista do site Radar Digital Brasilia e jornalista responsável pelo Jornal Eletrônico CAPITAL EM FOCO. Coordenou uma equipe para a confecção de cadernos e um hotsite na Cobertura da RIO+ 20, para um grande grupo de Comunicação da Amazônia, onde atuou 31 anos na administração da Sucursal em Brasília, produzindo e apresentando o Programa “Conexão Brasília” com 26 vídeos que foram ao ar no portal do Grupo ORM. Credenciada nos Tribunais Regionais como Perita Ambiental. Site: www.radardigital.com.br Twuitew @sscorsin Instagran: sscorsin
Esta entrada foi publicada em Política e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *